14 a 16 de Setembro, 2017: Festival - FESTIVAL CANTABILE

"Em 2017, o regresso do Festival Cantabile está agendado para os dias 14, 15 e 16 de setembro. Na sua 8.ª edição, o festival dedicado inteiramente à música de câmara e que já faz parte da agenda de muitos lisboetas na rentrée cultural, passa por locais tão emblemáticos como a Fundação Calouste Gulbenkian, o Palácio Nacional de Sintra e o Museu do Dinheiro.

Organizado pelo Goethe-Institut Portugal, em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian, conta com a habitual direção artística da sua fundadora, a aclamada violetista Diemut Poppen, e com os solistas Hansjörg Schellenberger (oboé e direção), Maria-Elisabeth Lott (violino) e Sebastian Klinger (violoncelo), acompanhados do Coro e Orquestra Gulbenkian, dirigidos pelo Maestro José Eduardo Gomes.

Na programação deste ano, destaca-se uma das mais reconhecidas obras de Johann Sebastian Bach, Variações Goldberg, BWV 988, numa versão para trio de cordas raramente tocada, transcrita pelo famoso violinista Dmitry Sitkovetsky em 1982. Há também um foco em grandes obras de música de câmara, como a Serenata n.º10, em Si bemol maior, K. 361, Gran Partita de Wolfgang Amadeus Mozart e o Sexteto para cordas op. 4 “Noite Transfigurada” de Arnold Schönberg, que serão tocadas no último dia do festival, no Museu do Dinheiro.

O programa apresenta ainda Concerto para Oboé e Violino em Dó menor, BWV 1060 de Johann Sebastian Bach, “Styx” Concerto para Viola, Coro e Orquestra de Giya Kancheli e Concerto para Violino, Violoncelo e Orquestra em Lá menor, op. 102 de Johannes Brahms".

Programação:

26 de Agosto a 30 de Setembro, 2017: Festival - LISBOA NA RUA


"Durante as próximas semanas, o Lisboa na Rua traz espetáculos de música, cinema, teatro, literatura, exposições, instalações e dança para a rua, nalguns casos para locais menos habituais da cidade, impulsionando uma fruição cultural mais acessível e abrangente.
Dançar a Cidade é outra das novidades do Lisboa na Rua’17. Durante todos os fins de semana de setembro propomos uma viagem diferente pelo universo das danças, através de bailes, aulas e oficinas de danças tradicionais, de Portugal e do mundo. Um convite para dançar fora das habituais pistas de dança numa experiência que se adivinha ritmada, dando um novo pulsar a diversos espaços verdes de Lisboa.   
Além das novidades, o Lisboa na Rua renova o convite para as propostas que já conquistaram públicos fiéis, como as sessões de cinema ao ar livre do CineCidade, as noites de fado no Largo de São Carlos, entre muitas outras sugestões, que passam ainda por Marvila, Alvalade, Arroios, Parque da Bela Vista e Parque Tejo, numa cidade que não deixa nunca de surpreender."

Programa:

17 de Setembro, 2017: Semana Europeia da Mobilidade - BICLA FEST


"Bicla Fest - Lisboa Ciclável - Semana Europeia da Mobilidade - 17 de Setembro - Terreiro do Paço

1 a 10 de Setembro, 2017: Ciclo de Cinema ao Ar Livre - TOPOGRAFIAS IMAGINÁRIAS, "LISBOA, CIDADE DO SUL"

"Nos dois primeiros fins-de-semana de setembro (1, 2, 3 e 8, 9, 10), há cinema ao ar livre e visionamentos comentados, numa viagem com destino a "Lisboa, cidade do Sul".
São seis sessões num percurso por vários locais da cidade de Lisboa, num total de onze filmes, com entrada livre e transporte gratuito.

No ciclo Topografias Imaginárias descobrem-se os modos pelos quais o cinema reinventa
Lisboa. Cada sessão é uma experiência de visionamento comentado, um exercício de visão e
revisão de filmes na relação com a cidade, um trabalho sobre o olhar cinematográfico como
agente transformador.
Neste programa especial cada sessão culminará numa projeção de cinema ao ar livre onde cada filme, associado a cada lugar, criará um novo espaço, simultaneamente real e imaginário. Num percurso com seis paragens, iremos descobrir um arquipélago de lugares desconhecidos, nas traseiras ou nos bastidores do fluxo quotidiano da cidade e na fronteira com as outras cidades que rodeiam Lisboa, e assistir à sua inesperada transformação pelo cinema.
Longe do olhar da cidade, estes lugares serão aqui, por momentos, o seu centro: em cada
um deles haverá uma sessão de cinema ao ar livre, e cada um deles será simultaneamente
descoberto e transformado pelo filme aí projetado. Os filmes, esses, de épocas e latitudes muito diferentes, são uma troca de olhares entre a América do Sul e Lisboa que, em contacto com os espaços de projeção, criarão uma outra cidade que só poderia existir através do cinema. Lisboa, cidade do Sul será assim uma viagem de exploração, uma redescoberta (também imaginária) da cidade e muito particularmente de Lisboa enquanto lugar do Sul.


Programação

15 a 17 de Setembro, 2017: Festival - CHAPÉUS NA RUA - LISBON BUSKING FESTIVAL


"Dias 15, 16 e 17 de Setembro as ruas do centro de Lisboa vão-se encher de artistas de circo, malabaristas, acrobatas, palhaços, marionetas, estátuas vivas, poesia improvisada, dança, teatro, performance, música e qualquer outra coisa que a imaginação possa adivinhar.

O festival promove a arte de rua como uma peça estrutural da expressão artística urbana, quebrando com o paradigma do artista de rua como sinónimo de arte pobre, ultrapassando as paredes dos museus, das galerias e das grandes salas de espetáculos, para levar ao público uma forma de arte acima de tudo humana, próxima e surpreendente. Ficamos à espera de o ver por lá".


Programa

22 a 27 de Agosto, 2017: Festival - FUSO 2017

Anual de Vídeo Arte Internacional de Lisboa

"Iniciado em 2009, o FUSO é o único festival de vídeo arte em Lisboa. Apresenta peças de vídeo confrontando linguagens já históricas às mais contemporâneas, que cruzam o vídeo, a performance e o cinema, selecionadas e apresentadas por curadores internacionais que desenham uma programação exclusiva para o FUSO.
São sete sessões de curadores convidados maioritariamente internacionais e duas sessões da responsabilidade do diretor artístico do FUSO, Jean-François Chougnet, resultantes de um Open Call, aberto a artistas portugueses ou residentes em Portugal.
Para além dos programas propostos pelos curadores convidados, anualmente o FUSO homenageia um ou mais artistas históricos de fundamental importância para a vídeo arte.
Em 2017, o FUSO dedica a sua 9.ª edição ao tema Ontem e Hoje, em consonância com o proposto Passado e Presente do programa Lisboa Capital Ibero-americana da Cultura. Se o confronto entre obras históricas e a contemporaneidade na vídeo arte está na génese do FUSO, o passado e o presente será o mote para um diálogo abrangente e referencial, cruzando a Europa e as Américas.
Assim as sessões apresentarão propostas de curadores de destaque das Américas do Sul e Central, bem como de Portugal e Espanha. Mantendo os eixos programáticos do FUSO, será homenageado o artista brasileiro Paulo Bruscky, pioneiro da arte conceitual nos anos 60 e da arte postal, vídeo arte e arte sonora a partir dos anos 70 no Brasil.

10 de Setembro, 2017: VII FESTIVAL DA BICICLETA SOLIDÁRIA

(Carregar sobre a imagem para ampliar)
Concentração às 9h, partida às 10h.

"Passeios de bicicletas, uma oficina de velocípedes e animação de rua são algumas das atividades desta festa solidária, que decorre no Largo do Intendente Pina Manique, no dia 10 de Setembro. 

Para participar basta inscrever-se e entregar um género alimentar não perecível, que reverte para instituições de solidariedade".

Transportes
Metro: Martim Moniz, Intendente
Autocarros: 708, 709, 711, 714, 732, 736, 737, 740, 746, 759, 760
Eléctricos: 12, 15, 28

23 de Setembro, 2017: DIA EUROPEU DAS LÍNGUAS

Biblioteca Municipal Palácio Galveias
Campo Pequeno, Lisboa

14 às 19h

Entrada gratuita.

"No sábado, dia 23 de setembro, entre as 14h e as 19h, a Biblioteca Municipal Palácio Galveias acolhe uma nova edição do Dia Europeu das Línguas. Com um vasto programa cultural e atividades dedicadas a toda a família, esta iniciativa dará ao público a possibilidade de experienciar as línguas e culturas de diferentes países. Entre as atividades propostas aos visitantes estão o speak dating (conversas em doze línguas diferentes com uma duração de 5 minutos), a leitura de contos para crianças, concertos, jogos, cinema, oficinas de culinária e de ilustração, entre outras. Mais informações em breve".

Programação

Até 31 de Agosto, 2017: Praia Urbana - JARDIM DO TOREL

"A cinco minutos da Avenida da Liberdade, e com vista privilegiada para a baixa e o centro histórico da capital, a praia vai funcionar "durante o dia, vigiada pelos nadadores-salvadores", vai ter escalada e cinema às sextas-feiras e aos sábados.

A iniciativa é da Junta de Freguesia de Santo António que quer levar a praia até aqueles que têm dificuldades em deslocar-se até ela. A ideia remonta aos anos 70, quando os lagos de Lisboa serviam de piscinas àqueles que não podiam ir até às zonas balneares.

A praia do Torel é um misto de piscina fluvial com praia oceânica, pois a ideia é recrear as duas componentes no coração de Lisboa. 

A entrada é grátis!

Horário das atividades da Praia e Jardim do Torel

7 e 25 de Agosto, 2017: Festival TODOS – Atelier de Costura no Jardim do Campo Santana

"Entre 7 e 25 de Agosto, das 16h às 20h durante a semana, o Todos convida Todos para virem costurar em grupo, à tarde, com pessoas de várias origens, e para, através da costura, do desenho e da composição, se conhecerem e fazerem peças de tecidos com histórias diferentes.

Das sobras esquecidas nos fundos dos armários nascerão peças únicas e diferentes que irão seduzir o público do festival, sendo algumas ideias:
- Mantas feitas de roupas usadas
- Toalhas-aventais
- Almofadas-sacos
- Individuais de mesa…

Tudo a inventar e a compor. Formas, cores, padrões e funções novas para o que aparentemente já não serve.
Venha a seguir ao trabalho, quando puder, só um dia, só dois, mas também pode vir sempre, desde que venha divertir-se, distrair-se, ou aprender a coser botões.
Venha, acima de tudo, trocar as suas mãos com as mãos de outros / outras lisboetas.

Criação de ideias e confeção com Vera Alvelos e Telma Antunes

Inscrições com Teresa de Brito
festival.todos@gmail.com 
918192310

Até já!!"

8 a 10 de Setembro, 2017: Festival TODOS – Caminhada de Culturas - 2017


"O TODOS - "Caminhada de Culturas" afirma, desde 2009, Lisboa como cidade empenhada no diálogo entre culturas, religiões e pessoas de diferentes origens e gerações, por meio da expressão e promoção artística. Música, Teatro, Dança, Graffitti, Fotografia, Gastronomia, Visitas Guiadas e outras performances.
Com uma programação que privilegia o encontro e o convívio, em festa, este ano na Colina de Santana, o Todos vai acontecer em grandes espaços de programação territorial - Jardim do Campo Santana, o antigo Hospital Miguel Bombarda, Palácio Centeno, o velho quartel da GNR, Convento da Encarnação, Rua Luciano Cordeiro e outros spots de relevo e de contraste".

Programa

14 a 17 de Setembro, 2017: Festival - LISBOA SOA

"Imagine um lugar que celebra o mundo sonoro, que o leva a percorrer caminhos
labirínticos que comunicam acusticamente consigo. Imagine um jardim povoado de sons que nos chamam a atenção sobre todos os outros sons, um ambiente sonoro imaginário que irá estimular a sua audição e levá-lo a pensar sobre o que está a ouvir.

De 14 a 17 de Setembro de 2017 decorrerá a segunda edição do Lisboa Soa - encontro de arte sonora, urbanismo e cultura auditiva, desta vez na Estufa Fria de Lisboa. A itinerância do festival por diferentes jardins da cidade provoca um novo desafio em termos de programação e, ao mesmo tempo, levará o público a espaços públicos que estão muitas vezes esquecidos e afastados do seu quotidiano.
Instalações sonoras no jardim • uma mostra de obras de arte sonora site-specific, que permitam ao público interagir, experimentar e sobretudo usufruir daquele espaço físico, visual e sonoro.
Performances sonoras • concertos e ações sonoras que exploram as características físicas do espaço envolvente.
Workshops e passeios sonoros • um programa educacional dirigido a todas as faixas etárias que alarguem a consciência sonora do nosso público, promovendo uma educação auditiva através de exercícios de escuta, gravação e construção sonora".


PROGRAMA:

2 de Julho a 27 de Agosto, 2017: Museu do Fado - VISITAS CANTADAS EM ALFAMA, MOURARIA E CASTELO


Programação
Sextas, Sábados e Domingos, às 18h30

1 de Julho a 26 de Agosto, 2017: Ciclo de Cinema ao Ar Livre - JARDIM DAS AMOREIRAS E DO TOREL


As noites de Verão na Freguesia de Santo António vão estar mais animadas a partir do dia 1 de julho, altura em que se dá início à agenda de noites dedicadas à Sétima Arte, com Cinema no Verão.

Programação

6 a 23 de Julho, 2017: Bairro Intendente - EM FESTA 2017

Bairro Intendente Em Festa 2017 ✿ 06 - 23 Jul
Concertos, Espectáculos, Cinema, Instalações, Feiras, Ateliers, Debates

Noite e Dia
QUIntas, SEXtas, SÁBados e DOMingos

Programa
DEBATES
6, 13, 20 (quintas) 17h30 e 23 Julho (domingo) 17h
AGORA: Transformar a cidade: resistir em três passos
Ciclo de Debates

INSTALAÇÃO
6 a 23 Julho
Carrossel 
Instalação Dinâmica 

REGULAR
Sextas 17h-20h / Sábados e Domingos 18h-21h
3/4
Performance


PROGRAMAÇÃO POR DIA 

3, 17 e 31 de Julho, 2017: Mesa Redonda - MUITA FRUTA

Cozinha Popular da Mouraria
Rua das Olarias 5, Lisboa (mapa)

"O projecto Muita Fruta organiza três mesas-redondas que terão lugar na Cozinha Popular da Mouraria durante o mês de julho, dedicadas aos temas: I) Valor da Árvore (dia 3); II) Paisagens Comestíveis (dia 17) e III) Alimentação Saudável (Saúde e Bem-estar) (dia 31).

Nesta 1ª mesa-redonda será debatido O Valor da Árvore ao nível ambiental, urbanístico, social e económico. Vamos conversar sobre o espaço público e quintais (espaços sobre os quais têm incidido o projecto Muita Fruta) e sobre a sua relação com a qualidade de vida.

Programa

28 Junho a 2 Julho, 2017: Ciclo de Cinema - CINELAPA


"Celebrando o sucesso dos anos anteriores, a Sétima Arte regressa já na próxima quarta-feira, dia 28, ao Jardim da Estrela para mais uns serões de cinema ao ar livre!  Sempre às 21:00 horas e de entrada grátis, são cinco os filmes exibidos neste cinema natural para toda a família e para todos os gostos cinematográficos.

Programa

24 de Junho, 2017: NOITE DA LITERATURA EUROPEIA

"No sábado, 24 de junho, a zona do Carmo/Trindade volta a acolher a Noite da Literatura Europeia, o serão literário de entrada livre mais intenso de Lisboa e que transforma a capital numa verdadeira babel europeia!

A Noite da Literatura Europeia apresenta em 2017 a sua 5.ª edição com a participação de 11 autores de 11 países europeus. Entre as 18h30 e as 23h30 decorrem leituras com uma duração de 10 a 15 minutos, que se realizam de meia em meia hora, para dar ao público a possibilidade de visitar os diversos espaços e assistir a todas as sessões.

Entre o romance e a não-ficção, passando pelo teatro e até pela literatura infantil, o programa deste ano percorre o sonho e a fantasia, o jornalismo, o amor e o futebol, a culinária, o campo e a cidade, a aventura e a matemática, as relações familiares e tantos outros temas que não cabem nestas linhas.

Os excertos das obras serão lidos por atores portugueses em espaços como o Quartel do Carmo, o Círculo Eça de Queirós, o Claustro do Museu de S. Roque, a Sala de Extrações da Lotaria e o Teatro da Trindade, entre outros. As leituras de Itália, Portugal, Reino Unido, República Checa e Roménia contarão com a presença dos autores.

A Noite da Literatura Europeia é uma iniciativa da EUNIC Portugal, que conta com o apoio da Representação da Comissão Europeia em Portugal, e se realiza no âmbito das Festas de Lisboa, em parceria com a EGEAC.


Programa

7 de Julho a 26 de Agosto, 2017: Ciclo de Concertos - NOITES DE VERÃO

No seu oitavo ano de vida, o ciclo de concertos Noites de Verão apresentar-se-á em Julho no Jardim dos Coruchéus, em Alvalade, pela primeira vez, e o habitual Jardim das Esculturas do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado em Agosto, mantendo-se o horário das Sextas-feiras, pelas 19h30, e com entrada livre.
Este programa de música ao vivo programado pela Filho Único é co-produzido com a EGEAC Cultura em Lisboa, as Galerias Municipais de Lisboa e o MUSEU NACIONAL DE ARTE CONTEMPORÂNEA - MUSEU DO CHIADO.

Programação

2017: Segundas-feiras, Passeio - PASSEIO NOCTURNO DE BICICLETA

Passeio de Bicicleta por Lisboa, aberto a tod@s.

Todas as Segundas-feiras. 

Início e fim junto à Torre Vasco da Gama (Hotel Myriad), Parque das Nações.

Encontro às 19:30 (arrancamos às 19:40).

Cerca das 20:15 passamos pela Praça do Comércio, quem quiser pode-se juntar ao grupo nesse local.

O percurso, em ritmo de passeio, é feito consoante os participantes.

Passeio gratuito e sem inscrição.

Recomendamos que tenha seguro para a atividade.

Contacto: Jorge Oliveira 963 321 646

STRAVA: https://www.strava.com/clubs/ClubeNatura


24 de Junho, 2017: Festival - FNAC LIVE 2017

17h às 02h
Entrada Livre

Museu da Carris, Estação de Santo Amaro, R. Primeiro de Maio, 103, Alcântara

"O FNAC LIVE 17 está no ar! Dia 24 de junho no Village Underground todos os caminhos vão ter à descoberta dos novos talentos da Música Portuguesa.

As coletâneas NOVOS TALENTOS FNAC anteriores lançaram nomes como Deolinda, Rita Redshoes, The Black Mamba, Richie Campbell, Samuel Úria, B Fachada, Os Pontos Negros, Orelha Negra, Paus, We Trust, Capitão Fausto, Linda Martini e Best Youth.

ENTRADA LIVRE!

Programa:

17 de Junho a 16 de Setembro, 2017: Ciclo de Cinema - CINEPOP

"ENTRADA GRATUITA

Tragam as vossas cadeiras de praia e uma mantinha.

A JF do Areeiro em conjunto com a Bairro em Movimento juntaram-se ao Cinepop para criar uma edição ao Ar Livre no Jardim Fernando Pessa nos dias 17 de Junho a 16 de Setembro."


Programação:

7 a 29 de Julho, 2017: Teatro Nacional de São Carlos - FESTIVAL AO LARGO, 2017

Teatro Nacional São Carlos
Largo do Teatro Nacional São Carlos,
Lisboa

"Nas noites quentes de Verão e ao ar livre, o Festival ao Largo, na sua já 9ª edição, festejará, uma vez mais, as artes teatrais, o canto, a música e a dança.

Este ano teremos mais artistas convidados que compartilharão o palco do Largo em programas que contarão igualmente com a participação sempre tão aclamada do Coro do Teatro Nacional de São Carlos, da Orquestra Sinfónica Portuguesa e da Companhia Nacional de Bailado.



O Festival ao Largo orgulha-se da crescente adesão de um público em festa que acorre aos milhares, bem como dos inúmeros sucessos alcançados nas edições anteriores graças a programas criteriosamente elaborados onde se procura a divulgação de um repertório mais abordável, sempre a pensar na captação de um público mais vasto."

Programação:

29 de Junho a 15 de Julho, 2017: Ciclo de Cinema - CINE-CONCHAS




Local: Quinta das Conchas (mapa: https://goo.gl/maps/hCwZos3CrgA2)

A Quinta das Conchas pertence à Freguesia do Lumiar, e tem cinco entradas:
a) Alameda das Linhas de Torres
b) Rua Ladislau Patrício
c) Rua Luís Pastor de Macedo
d) Rua Arnaldo Ferreira
e) Av. Eugénio de Andrade


Ruas principais:
1) Eixo Norte-Sul;
2) Av. Padre Cruz;
3) Av. Rainha Dona Amélia;
4) Alameda Linhas de Torres;
5) Av. Maria Helena Vieira da Silva;
6) Av. Eugénio de Andrade;
7) Eixo Central;

Com entrada livre, o Cineconchas 2017 propõe cinema em ecrã gigante de 12m x 5m com sessões às quintas, sextas e sábados, durante três semanas e sempre às 21H45.

Programação do CineConchas 2017

2017: Aula - YOGA AO AR LIVRE

"Queres experimentar uma aula de yoga? Vem participar connosco! Mal podemos esperar até Domingo!!! 
Se vens praticar connosco pela primeira vez seguem-se dicas para práticas de yoga ao ar livre com a Yogafool!

  1. Junta-te às aulas da Yogafool com boa disposição e uma mente aberta e prepara-te para a DIVERSÃO!
  2. Tem atenção às condições climatéricas. Ao practicar debaixo de um sol intenso e brilhante, usa PROTECTOR SOLAR! Aplica o protector na cara, braços e outras zonas do corpo expostas. Não apliques quaisquer cremes nas palmas das mãos e dos pés, dado que poderás escorregar no tapete.
  3. Traz o teu TAPETE YOGA! A Yogafool terá alguns tapetes disponíveis, mas não os suficientes para todos. Se não tiveres um tapete de yoga, traz uma toalha de praia. Se quiseres usar os tapetes da Yogafool, chega cedo: quem chegar primeiro, terá direito a um tapete. Além disso, podes comprar tapetes de yoga por preços acessíveis em Yoga-Spirit.
  4. Usa ROUPA confortável, algo que te permita mexer e respirar em liberdade. Também recomendamos que tragas uma toalha ou um lenço para te tapar durante savasana (relaxamento final). Isto ajudará a manter uma temperatura confortável do corpo e proteger da exposição directa ao sol e ao vento.
  5. Se chover, a Yogafool irá adaptar a prática de modo a evitar escorregar e recomendamos uma capa plástica leve para proteger da chuva.

2017: Programação - MUSEU DO DINHEIRO

Antiga Igreja de S. Julião, Largo de S. Julião,
1100-150 Lisboa

"O Museu do Dinheiro apresenta o tema do dinheiro, a sua história e a sua relação com as sociedades e com o indivíduo através das coleções de numismática e notafilia do Banco e de outros objetos e dispositivos virtuais de contextualização.
A museografia, da autoria do ateliê Providência Design, desenvolvida com a equipa do Banco de Portugal, assenta em núcleos temáticos que focam os artigos-padrão, o dinheiro no mundo e a sua história ao longo dos séculos, o fabrico da nota e da moeda, e ainda testemunhos pessoais sobre o papel do dinheiro na vida do cidadão.
O Museu do Dinheiro oferece uma experiência marcadamente interativa que recorre à tecnologia multimédia para mostrar o seu acervo. A museografia não convencional aposta na criação de ambientes surpreendentes, capazes de convocar a participação do visitante e de promover a construção de conhecimento.
Este é um museu consciente da sua função social e da presença simbólica que tem na cidade e no país; um museu que assume como prioridade o contacto com vários públicos, que investe na programação educativa e cultural, mantendo uma forte ligação à comunidade e à cidade.
O Museu do Dinheiro assegura a acessibilidade e a satisfação de quem o visita a vários níveis: social, físico, cognitivo. Identifica-se como um lugar de sociabilização que disponibilizará serviços e interfaces de comunicação com o público de formato variado — cafetaria, loja, auditório, biblioteca, áreas de acolhimento, salas de experimentação.
Porque acredita no valor da cooperação, o Museu do Dinheiro pretende forjar parcerias com outras instituições e espaços socioculturais da cidade. Através destas parcerias, poderá incrementar a sua ação, permutar ideias, coleções, projetos, fortalecer redes de contacto ou mesmo facilitar a circulação dos públicos e do acervo, na perspectiva do enriquecimento, fidelização e, naturalmente, da participação do museu na sociedade que o acolhe, mas que também o transforma."

Programa

18 e 20 de Maio, 2017: Comemoração - DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS e NOITE DOS MUSEUS

"As atividades organizadas para o Dia Internacional dos Museus e para a Noite dos Museus já podem ser consultadas no Programa Geral, em contínua atualização.

O Dia Internacional dos Museus, criado pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus, celebra-se anualmente a 18 de maio, através da organização de diversas atividades.

Em 2017, o ICOM definiu o tema Museus e histórias controversas: dizer o indizível nos museus como mote para uma reflexão, naturalmente diferenciada e respondendo aos contextos nacionais, do papel dos museus nas comunidades e na sociedade em geral.

A Noite Europeia dos Museus, criada pelo Ministério Francês da Cultura e da Comunicação, irá decorrer a 20 de maio, e os museus portugueses irão associar-se, uma vez mais, a esta celebração.

Em resposta ao convite da Direção-Geral do Património Cultural, os espaços museológicos que integram a Rede Portuguesa de Museus irão realizar diversas iniciativas com o objetivo de aprofundar a sua ligação com os visitantes e de envolver novos públicos em torno do conhecimento das coleções e da salvaguarda e valorização do património cultural.

Neste sentido, os visitantes poderão participar em atividades, tais como espetáculos de teatro e dança, intervenções musicais, performances, visitas guiadas e encenadas, entre muitas outras, usufruindo deste modo de experiências atrativas e fora da oferta habitual." 

Atividades programadas em Lisboa:

2017: Programação - CÃO SOLTEIRO

"13 MAIO A 17 DE JUNHO
TODOS OS SÁBADOS ÀS 18H

PONTO DE GRAVIDADE
CICLO DE CONVERSAS ALEATÓRIAS COM INVESTIGADORES DE VÁRIAS ÁREAS


13 MAIO
CSI: TOXOPLASMA - INVESTIGANDO CAUSA DE MORTE NO CONTEXTO DA INFECÇÃO POR UM MUITO BEM-SUCEDIDO PARASITA. | JOANA LOUREIRO* 
Na ofensiva contra o ataque pelos muitos micróbios que nos infectam todos os dias, as células do nosso sistema imunitário empregam inúmeras estratégias. Muitas vezes a estratégia escolhida por algumas das nossas células é a morte. Irei discutir como o "suicídio celular” é um beco sem saída para a célula mas talvez uma forma de limitar a infecção e proteger o bem maior do organismo. 

* Cresceu em Várzea de Ovelha e Aliviada, uma pequena freguesia de Marco de Canaveses, potencialmente reconhecida apenas por ser a terra natal de Carmen Miranda, uma prima de Antero Loureiro, avô paterno da Joana. Aos 21 anos é aceite no Programa Gulbenkian de Doutoramento de Biomedicina e ruma aos Estados Unidos, à Universidade de Harvard e depois ao MIT, para estudar o citomegalovirus humano. Parte para a Universidade Rockefeller em Nova Iorque para fazer um pos-doc. Desta vez para estudar o vírus da hepatite C. Em Abril de 2014 Joana regressa a Portugal ao Instituto Gulbenkian de Ciência, desta feita estudando como interage com o sistema imunitário o parasita Toxoplasma gondii.


20 MAIO
NÓS E AS IMAGENS | MARTA CORDEIRO*
É uma correspondência antiga que continua a ser estranha. Proponho debater esta relação de forças em que a imagem tem o poder de guiar a relação mas cabe ao indivíduo torná-la efetiva. 

2017: Programação - MUSEU NACIONAL DOS COCHES

Festival SOPRA no Museu dos Coches

O Museu Nacional dos Coches vai receber o Festival SOPRA, música de câmara para Sopros. 
Os espectáculos decorrerão todos os Domingos de Maio e Junho de 2017, sempre às 12h00 no novo auditório do Museu dos Coches.

A entrada é livre.
A iniciativa é da editora AVA e tem como parceria o Museu Nacional dos Coches/DGPC.


Programa

24 de Junho, 2017: Terreiro do Paço - 21.ª EDIÇÃO ARRAIAL LISBOA PRIDE


"Esta será a 21ª edição do Arraial Lisboa Pride - o maior evento Lésbico, Gay, Bissexual, Trans e, pela primeira vez oficialmente, Intersexo de Portugal. Organizado pela ILGA Portugal em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa e a EGEAC, este é um arraial que promove a visibilidade da população LGBTI, numa celebração crescente de orgulho na igualdade.

2017: Programação - ANJOS 70, NCR - NÚCLEO CRIATIVO DO REGUEIRÃO

"O NCR – Núcleo Criativo do Regueirão, fundado como Associação sem fins lucrativos a 15 de março de 2017, é um projecto que nasceu naturalmente entre pessoas que já desenvolviam actividades no mesmo local – o Mercado mensal e as Oficinas criativas. A necessidade de manter o mesmo espaço abriu portas a novos objectivos, tornando-se imperativo criar um ambiente lúdico e confortável à criação artística. Com a sua sede no Anjos70, o NCR propõe uma oferta cultural diversificada e transversal através de uma série de actividades.

Ninguém fica indiferente ao imenso salão de dois andares, com mezzanine, destinado a eventos promovidos pelo NCR: Mercados, matinés, ciclos de cinema, exposições, concertos, palestras, ensaios de teatro, aulas de dança e escola de yoga. Disponível também para aluguer e cedência.

Sem esquecer o piso das Oficinas, um espaço com mesas co-work, ateliers e salas, direcionado para aulas e workshops de trabalhos manuais, produção artística e artesanato. Já conta com as Oficinas de Cerâmica e Costura, dirigidas por membros da Associação.

Outro objectivo do Anjos70 será a regularização de um Café, com o desejo de abrir diariamente a sócios e curiosos."

Programa

2017: Programação - CENTRO CULTURAL DE BELÉM


"O Centro Cultural de Belém é gerido por uma Fundação que tem por objetivo a promoção da cultura, desenvolvendo a criação e a difusão em todas as suas especificidades, do teatro à dança, da música clássica ao jazz, da ópera ao cinema."

Programa

2017: Programação - ARQUIVO MUNICIPAL DE LISBOA, VIDEOTECA

Arquivo Municipal de Lisboa
Videoteca (Largo do Calvário, nº 2)

"APRESENTAÇÃO GERAL DO CICLO
Neste terceiro e último ciclo dedicado à Arquitetura veremos a cidade dos programas anteriores a ser deixada para trás: já não veremos uma cidade na melancolia da transformação (como no primeiro ciclo), nem propriamente uma cidade imaginada a partir de um interior (como no segundo), veremos uma cidade a extravasar os seus limites e à deriva.
Avançamos então para uma Lisboa reinventada a partir das suas margens.
A cidade expandiu-se num sentido centrífugo e mergulhou vertiginosamente numa topografia que tende para o limite. Atirados para fora de um centro, encontramos novos lugares, pequenos pedaços fragmentados e repletos de um imaginário construído com enclaves e vazios onde as personagens se movem sem, contudo e paradoxalmente, se deslocarem. Habitam também elas uma fronteira, entre a explosão e a implosão, e tropeçam em barreiras que não se desfazem, e as impedem de avançar.
Na cidade imaginada neste ciclo, os espaços não são mais do que um mero vislumbre, surgem como uma grande máquina que se percorre sem permanecer e que se habita de forma fugaz, uma máquina de transitar. A cidade é agora um emaranhado de linhas descontínuas e desfocadas, mas energéticas, que ora unem ora separam as personagens dos lugares, a rua da casa, a noite do dia e a cidade de si mesma.
Lisboa é aqui um arquipélago imaginado.​

Programa

7 de Maio a 24 de Setembro, 2017: Festival - OUT JAZZ

OUT JAZZ DE REGRESSO ÀS CIDADES DE LISBOA E CASCAIS

UTILIZEM OS TRANSPORTES PÚBLICOS
DEITEM O LIXO NO LIXO
PRESERVEM OS ESPAÇOS VERDES

"Afinem-se os baixos, preparem-se os saxofones e trompetes, ressoem os primeiros acordes de bateria, o OUT JAZZ está de volta para mais um verão de boa música, animação e sidras ‘fresquinhas’. 
Jazz, soul, funk e hip-hop são alguns dos ritmos que voltam a colocar Lisboa e Cascais a dançar ao longo do verão com mais uma edição do OUT JAZZ. Como é já habitual, de maio a setembro, ao domingo, os mais belos jardins da capital são tomados pela música, mas também a vila de Cascais terá o prazer de receber aquele que é maior festival gratuito de música ao ar livre um sábado por mês. 
O Jardim da Torre de Belém será o palco de arranque para o OUT JAZZ que assenta arraiais à beira-Tejo em maio. Seguem-se o Jardim do Campo Grande, em Junho, o Parque Eduardo VII, em Julho, o Jardim da Estrela, em Agosto, e o Parque Tejo, em Setembro. Por Cascais, o festival vai passar pelo Parque Marechal Carmona, pela Praia da Azarujinha, pelos Jardins do Casino e pelo Jardim da Parada, sempre no último sábado de cada mês. 
Desidério Lázaro Quarteto, Real Rockers, Ornitorrinco, Centauri, Baba Soul, Tayob J, João Lencastre Trio, Kiloco, Vaarwell, The Amplectors, M-Pex, Lokomotiv, Enoque, Gipsy, Dj Rykardo e Ricardo Pinto são alguns dos nomes que subirão aos palcos do OUT JAZZ ao longo desta edição que traz novidades.
Com uma preocupação ambiental e para reduzir de forma drástica o consumo de copos de plásticos, que vão para o lixo após o evento, a organização vai disponibilizar copos reutilizáveis. Assim, quem passa pelo OUT JAZZ poderá adquirir o seu copo, pelo valor simbólico de 1,00 euro, que utilizará durante todo o festival de forma simples e ecológica."

Programa - Sempre a partir das 17h.

Domingos: MUSEU DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Palácio de Belém
Praça Afonso de Albuquerque
1349-022 Lisboa

Geral: 213 614 660
Marcações: 213 614 980
Fax: 213 614 764
E-Mail: museu@presidencia.pt

"O Museu da Presidência da República tem como missão o estabelecimento de uma relação interactiva entre o cidadão visitante e o Museu que representa a Instituição Presidencial, promovendo de forma apelativa a participação dos visitantes ao nível social, cultural e artístico.

O projecto museológico assenta em cinco grandes objectivos:
  • Criar um lugar de conhecimento e divulgação pública da história e da instituição, nomeadamente pela divulgação do papel e da acção da Presidência da República na sociedade portuguesa e junto da comunidade internacional;
  • Fomentar o interesse pelo estudo da história da Presidência da República e pela vida e obra dos vários Presidentes;
  • Desenvolver o trabalho de catalogação e inventariação do património pertencente ao museu e a outras instituições ou particulares, que pela sua história ou ligação aos diferentes Presidentes se enquadrem nos objectivos deste museu e da sua acção;
  • Fomentar o conhecimento e o apreço pelo património cultural associado à Presidência da República, tanto de objectos como de espólios documentais, nele se enquadrando o Palácio de Belém;
  • Salvaguardar e valorizar o património do Estado através da correcta conservação e exposição das espécies que compõem o seu acervo ou daquele que simplesmente aí se encontra depositado, bem como através da aquisição de peças."

25 de Abril, 2017: Visita - PALÁCIO DE BELÉM E JARDINS

Palácio de Belém
Praça Afonso de Albuquerque
1349-022 Lisboa

Geral: 213 614 660
Marcações: 213 614 980
Fax: 213 614 764
E-Mail: museu@presidencia.pt

A propósito das Comemorações do 25 de Abril de 1974, o Museu da Presidência da República, o Palácio Nacional de Belém e jardins estarão de portas abertas entre as 10h00 e as 18h00. A entrada é gratuita e o acesso realiza-se pelo Museu, na Praça Afonso de Albuquerque.

Horário: das 10h às 18h. A última entrada ocorre às 17h00.

Transportes
Autocarros: 714, 727, 728, 729, 751
Eléctrico: 15
Comboio: Belém
Barco: Belém

25 de Abril, 2017: Visita - PAÇOS DO CONCELHO

"O edifício dos Paços do Concelho é a sede da Câmara Municipal de Lisboa e está localizado na praça do Município (a poucos metros da praça do Comércio). É particularmente conhecido por ter sido da sua varanda que, em 5 de outubro de 1910, foi proclamada a República. É considerado um dos mais bonitos edifícios ao serviço do Estado português. Foi construído entre 1865 e 1880, segundo projeto do arquitecto Domingues Parente da Silva. O desenho da sua fachada, em estilo neoclássico, é de Ressano Garcia. No frontão triangular dessa fachada expõe-se uma composição do escultor francês Anatole Calmels, representando a Liberdade e o Amor à Pátria, ladeados pelas armas da cidade de Lisboa.
No interior dos Paços do Concelho, destacam-se a escadaria central, o salão nobre (um dos mais imponentes do país) e a sala dourada (também conhecida como a sala da República). A magnífica decoração exibe pinturas de Columbano Bordalo Pinheiro, José Malhoa e José Pereira Júnior. As inúmeras obras de arte que recheiam estas salas abrilhantam todo o conjunto".