2017: Programação - CENTRO CULTURAL DE BELÉM


"O Centro Cultural de Belém é gerido por uma Fundação que tem por objetivo a promoção da cultura, desenvolvendo a criação e a difusão em todas as suas especificidades, do teatro à dança, da música clássica ao jazz, da ópera ao cinema."

Programa

Mercado do CCB
"Antiguidades e velharias, moda, decoração e gastronomia
O Mercado do CCB realiza-se no primeiro domingo de cada mês, na via e praça central deste singular equipamento cultural, concebido como uma micro-cidade. Criado há dois anos, com edições sucessivas, o mercado constitui um enorme sucesso, mobilizando milhares de pessoas.
A oferta de produtos, novos e antigos, é muito variada, abrangendo praticamente todas as tipologias. Em cada edição assume evidência a presença de frutos e legumes da estação, valorizando-se a sazonalidade e a qualidade certificada dos produtos nacionais.
Nos dias do mercado há, também, oferta cultural e artística e os bilhetes para os espetáculos de produção CCB, adquiridos neste dia, beneficiam de 30% de desconto."

Local: Praça CCB

Mercados 2017
7 maio | 4 junho | 10:00 às 19:00
2 julho | 6 agosto | 3 setembro | 11:00 às 21:00 (novo horário de verão)
1 outubro | 5 novembro | 3 dezembro 10:00 às 18:00
Edição Especial Dias da Música 30 abril | 10:00 às 19:00
Edição Especial de Natal 17 dezembro


Victor Palla e Bento d'Almeida: Arquitetura de outro tempo
EB 1 Santa Maria dos Olivais
Visita Guiada

6 maio 2017 | 11:00

No âmbito da exposição Victor Palla e Bento d'Almeida: Arquitetura de outro tempo, presente na Garagem Sul | Exposições de Arquitetura até 18 de junho, será realizada visita guiada à Escola Básica Santa Maria dos Olivais a6 de maio, às 11h00. Michel Toussaint, com Patrícia Bento d'Almeida, guia a visita à Escola Básica dos Olivais.

Morada: Escola Básica Santa Maria dos Olivais: Rua General Silva Freire, 1800-141 Lisboa

Marcação prévia para garagemsul@ccb.pt ou 213 612 614/5


(Quase) Toda uma vida
Anabela Mota Ribeiro conversa com Eduardo Lourenço


7 maio 2017 | 17:00

Pequeno Auditório
Entrada Livre, mediante a disponibilidade da sala


Eduardo Lourenço nasceu em São Pedro de Rio Seco há 93 anos. É um homem que lida com as ideias, um homem que se interessa por tudo, que se espanta com o mundo a acontecer. Filósofo ("Curiosamente o que me interessou sempre mais foi a História. A Filosofia, não sabia bem para que é que servia. Ninguém sabia. Ainda hoje não sei.") Estudou no colégio militar, depois Coimbra, depois o mundo rasgou-se e viveu na Alemanha e em França. "Heterodoxias" deixou uma marca imensa no país fechado que éramos, em 1949; é o primeiro dos seus livros. A heterodoxia é uma marca sua, na forma original como pensa o mundo, como nos pensa a nós, Portugal, e não só. Comummente apontado como o maior pensador português vivo, gostaria de ter sido romancista. Numa entrevista antiga, disse: "A identidade no sentido em que a tomamos, como qualquer coisa de particular, uma voz que é só nossa, que escutamos, é dada pela língua. Em segunda instância pela escrita, pela memória escrita. Uma cultura é uma memória, qualquer coisa que se está sempre a reciclar dentro do mesmo."

Anabela Mota Ribeiro




(Quase) Toda uma vida
Anabela Mota Ribeiro conversa com Celeste Rodrigues

3 junho | 17:00
Sala Sophia de Mello Breyner Andresen
Entrada Livre, mediante a disponibilidade da sala

"“Sozinha de ilusões naveguei em barco parado no rio, despida de emoções atraquei no cais do meu vazio. Foram levadas pelo vento dos sonhos que outrora tive. Por isso canto no fado aquilo que minha alma vive. Ontem fui, hoje não sou, menos serei amanhã. Sinto que a minha sombra vai fugindo apressada. Está tão cansada de mim e eu dela estou cansada.”
Celeste Rodrigues escreveu estas quadras, que a dizem com exactidão. É fadista. Podia não ter sido artista de variedades, como dantes se usava na carteira profissional, não podia não cantar. Em casa, cantavam, muito, desde sempre. Cantavam como quem partilha, comunica, está. Mais do que a irmã, Amália, é a voz da mãe que elogia como a mais bonita do mundo. 
Nasceu na Beira há 94 anos. Continua a fazer espectáculos no mundo todo, e a cantar em casa, pelo prazer que lhe dá. O seu bisneto mais novo aprendeu a tocar guitarra só para a acompanhar."
Anabela Mota Ribeiro


Mercadinho dos Talentos
Fábrica das Artes | Para todas as infâncias

4 junho 2017 | 11:00 às 17:00
Jardim das Oliveiras
Dos 4 aos 14 anos

Para quem deseja conduzir os mais novos na valorização e troca de preciosidades
"O Mercadinho dos Talentos oferece-se, antes ainda de chegar o dia em que acontece, como ativador da imaginação e da invenção, do desejo de criar projetos pessoais ou coletivos, para desenvolver em família ou com os amigos.
O Mercadinho dos Talentos oferece-se ainda como espaço público para uma comunidade de pessoas de várias idades ensaiarem a atribuição de significado e valor a objetos pessoais ou ideias, talentos, criações, construções…enfim, ao trabalho. Por isso estimula-se a negociação e a troca. Por isso valorizam-se os bens efémeros como as artes, a literatura e a poesia, as ciências, a artesania e a troca de conhecimento.
A participação no Mercadinho dos Talentos pode ser uma excelente oportunidade para desenvolvimento de atividades em família, implicando pais e filhos na preparação das suas bancas. Esse envolvimento pode refletir-se: na seleção cuidada das “traquitanas” que agora já não usamos, para as trocarmos ou negociarmos a sua venda até ao valor máximo de 1€; na elaboração dos objetos criados pelas crianças; na realização de oficinas para ensinar esses talentos a outros ou no acompanhamento dos talentos para apresentar no palco do Mercadinho.
Preparámos algumas novidades de dinamização do Mercadinho e dos talentos dos mercadores: em cada mercadinho abrimos um espaço de oficinas para as quais convidamos artistas, cientistas e outros que tais para explorar e descobrir novos talentos.
A quinze minutos do fim do Mercadinho teremos as Trocas Relâmpago. As vendas são suspensas para que os mercadores possam fazer entre si as últimas trocas.
Neste novo formato de Mercadinho queremos promover a interatividade entre gerações e, ao mesmo tempo, reforçar a vertente dos talentos que é, ao fim e ao cabo, o centro deste projeto."
Madalena Wallenstein


1 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
PEDRO SEGUNDO |  ROSS STANLEY
Predo Segundo bateria
Ross Stanley hammond organ
Artista a anunciar
Pedro Segundo é um baterista residente em Londres e acompanha Judith Owen, juntamente com o trombonista de jazz Dennis Rollins, além de tocar em bandas como Kansas Smittys e Ronnie Scott House Band e Allstars. Acompanhado por Ross Stanley, um virtuoso em Hammond Organ, adivinha-se um concerto inesquecível e que irá inaugurar o CCB no Verão.

2 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
JOANA MACHADO
Joana Machado voz
Bruno Santos guitarra
Óscar Graça piano
Romeu Tristão contrabaixo
Joel Silva bateria
Uma das mais originais e sofisticadas cantoras e compositoras nacionais dos últimos anos dá a conhecer o seu novo álbum, Lifestories, fruto de trabalho de equipa, de pesquisa de sonoridades e grooves, de afirmação de uma estética onde o Jazz é o terreno perfeito para reunir influências musicais que vão do soul ao rock n’roll.

6 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
R O Q U E
João Roque Composição, guitarra elétrica & acústica
João Capinha Saxofone alto & soprano, clarinete baixo
Xico Santos Contrabaixo
João Rijo Bateria
Canções do compositor e guitarrista João Roque, onde se fundem influências do rock e jazz numa estética particular, privilegiando melodias cativantes e ambientes sonoros com forte componente imagética.

7 julho | Praça CCB | 21:30
AMY WINEHOUSE:  I TOLD YOU I WAS TROUBLE – LIVE IN LONDON, 2006

Neste concerto gravado ao vivo, em 2006, Amy Winehouse percorre o álbum Back to Black que, de certo modo, a lança para o estrelato mundial e onde as suas influências musicais- soul, jazz e blues-, se combinam num doloroso exercício em que a arte imita a (sua) vida.

8 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
NOA
Nuno Costa guitarra
Óscar Graça teclados
André Sousa Machado bateria
O projeto NOA explora diferentes dimensões e ambientes musicais, privilegiando a interação entre os músicos intervenientes. O seu repertório inclui temas originais e arranjos de canções do universo musical popular nacional e internacional, onde é evidenciada uma sonoridade elegante, personalidade musical bem vincada e melodias bem delineadas, a par da música improvisada com origem no Jazz.

9 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
MARCO OLIVEIRA + OTTO PEREIRA
Marco Oliveira guitarra e voz
Otto Pereira violino
Enraizado na cultura e vivência do fado Marco Oliveira, artista multifacetado, possui uma voz que nos transporta do passado para o contemporâneo, onde está sempre presente a alma dos fadistas de outrora que marcaram gerações. Colocação de voz, sentimento, classe e uma afinação perfeita são algumas das características que tornam os seus concertos em momentos únicos.

13 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
CÍCERO LEE TRIO
Cícero Lee Contrabaixo
Tiago Oliveira Guitarra
Joel Silva Bateria
Acompanhado por dois músicos que se revelam sempre surpreendentes, Cícero Lee apresenta música original composta para este trio, bem como versões de temas do seu último disco “Those Who Stay”.

14 julho | Praça CCB | 21:30
JAMIROQUAI: LIVE AT MONTREUX JAZZ FESTIVAL (2003)
Sob a liderança de Jay Kay, Jamiroquai é uma mistura explosiva e dançante de funk, soul e acid jazz, como é bem visível neste concerto gravado em Montreux, e que o público português já teve a oportunidade de ver ao vivo em concertos realizados em Portugal.

15 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
DIEGO EL GAVI
Diego el Gavi voz
Carlos Mil Homens Cajon
Paulo Croft Guitarra Flamenca
Ricardo Pinto Trompete
Diego El Galvi é o nome do flamenco em português. Contando com as clássicas guitarras e percussão cria, com a inovadora introdução do trompete, um novo género para este género musical, dando espaço para a criatividade de todos os músicos, garantindo sempre espetáculos cativantes e envolventes.

16 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
EISA PROJECT
Orlanda Guilande voz
João Balão voz e bateria
Carlos Mil-Homens percussões
Nascido com o propósito de abordar vários géneros musicais, ELSA PROJECT é uma banda de formação variável que tem como base a voz de Orlanda Guilande. Neste concerto, Eisa apresenta-se em trio, passeando entre o jazz e sonoridades afro, através da música de Dobet Gnahore, India Arie, Bill Evans, entre outros.

20 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
JOÃO BERNARDO TRIO
João Nuno Bernardo - Piano Eléctrico
Francisco Brito - Contrabaixo
Pedro Felgar – Bateria
João Bernardo propõe-se a um repertório mainstream, em alternativa à sonoridade introspetiva que os caracteriza. Serão abordados temas do cancioneiro americano e outras canções.

21 julho | Praça CCB | 21:30
DAVID BOWIE: A REALITY TOUR (2010)

Concerto que percorre trinta anos da carreira deste músico camaleónico e referência fundamental da música pop/rock. Neste concerto, gravado em Dublin, podemos assistir ao Bowie de Rebel Rebel, Ashes to Ashes, Heroes para terminar com três canções do alienígena Ziggy Stardust.

22 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
TUBAX
Sérgio Carolino tuba
Mário Dinis Marques saxofone
Resultado de uma parceria musical que se iniciou em 1986, TUBAX DUO nasce de uma permanente troca de experiências musicais a que dois grandes amigos decidiram dar forma, abordando obras de compositores como Howie Smith, Petri Keskitalo, Jon Hansen e trabalhando em arranjos de temas de John Zorn e Ennio Morricone. O primeiro álbum do Duo, atualmente em produção, conta com a participação especial de SPARKY, o Basset Hound.

23 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
FREDERICO BC – NICE’N’EASY
Alexandre Alves bateria
Nuno Tavares piano
João Sanguinheira baixo elétrico
Frederico BC preparava-se para ir de férias e, por engano, levou no seu saco de viagem um disco de Frank Sinatra. A partir desse momento a sua vida mudou radicalmente, e viveu a sua adolescência a ouvir e a descobrir Miles Davis, Ella Fitzgerald, Ray Charles, Tony Bennett, entre muitos outros. Uma das vozes mais cobiçadas de momento estará no CCB de Verão com versões de Frank Sinatra, Jamie Collum, Michael Bublé ou Jimmi Hendrix, prometendo um final de tarde descontraído.

27 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
SABRE
André Santos - Guitarra
António Quintino - Contrabaixo
Joel Silva – Bateria
André Santos, António Quintino e Joel Silva tocam juntos há largos anos em diversos projetos (LA New Mainstream, AQ Trio) e, em SABRE, juntam composições de cada um, unificando-as através duma voz que nasceu e se desenvolveu naturalmente ao longo do tempo.

28 julho | Praça CCB | 21:30
SCISSOR SISTERS: WE ARE SS AND SO ARE YOU – LIVE, 2007

Gravado no Brighton Dome, este concerto dos Scissor Sisters é a confirmação do sucesso mundial do álbum Ta Dah e a afirmação de uma banda irreverente, provocadora e libertária.

29 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
SUZIE'S VELVET
Inês Sousa voz
Margarida Campelo voz e piano
Bruno Pernadas guitarra e banjo 
Gonçalo Leonardo contrabaixo
João Correia bateria
Suzie’s Velvet é um grupo de jazz com influências dos famosos grupos vocais The Andrew Sisters ou The Mills Brothers.O seu repertório é essencialmente composto por temas norte-americanos da década de 30 e 40, marcado pelo swing e blues. Os arranjos vocais e os acompanhamentos musicais criam uma atmosfera nostálgica de cabaré.

30 julho | Jardim das Oliveiras | 19:00
MARO | CARLOS GARCIA
Maro voz e guitarra
Carlos Garcia piano
Maro, guitarrista, pianista e cantautora de 22 anos, irá apresentar vários dos seus temas originais em português e inglês, acompanhada pelo talentoso pianista Carlos Garcia. Com grandes influências do jazz, folk, música brasileira e de outros cantos do mundo, Maro pretende mostrar a combinação destes estilos com a sua veia portuguesa. Um set acústico que promete!

3 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
ANDRÉ SANTOS, ROMEU TRISTÃO, RICARDO TOSCANO
André Santos guitarra
Romeu Tristão  contrabaixo
Ricardo Toscano saxofone
Habituados a tocar nos mais variados contextos, este trio toca essencialmente melodias
do cancioneiro americano com uma classe e sensibilidade irrepreensíveis,
proporcionando excelentes momentos a cada actuação.

4 agosto | Praça CCB | 21:30
KOOLHAAS HOUSELIFE (2008), DE LOUISE LEMOINE E ILA BÊKA (58 min.)
Realização: Ila Bêka e Louise Lemoine Imagem E Som: Ila Bêka  Montagem: Tiros Niakaj, Louise Lemoine Língua Original: Francês Legendas: Português Produção: Bêka & Partners, França.

Primeiro projeto da série “Living Architectures”, o filme Koolhaas Houselife retrata uma das obras-primas da arquitetura contemporânea. O filme deixa o espetador entrar na intimidade da vida quotidiana da casa, através das histórias e tarefas diárias da mulher-a-dias, Guadalupe Acedo, e das outras pessoas que também tomam conta da casa. Pungente, divertido e comovente.

5 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
DESIDÉRIO LÁZARO QUARTETO
Desidério Lázaro saxofone 
João Firmino guitarra
Francisco Brito contrabaixo
Joel Silva bateria
Um dos maiores talentos do jazz nacional, Desidério Lázaro consolida o seu lugar no núcleo dos mais relevantes sopradores, assumindo uma maior exposição de solista e improvisador, trabalhando a herança de Coltrane, Rollins e Lacy com rigor e sobriedade. Apresenta-se com o seu quarteto, com quem toca há mais de uma década.

6 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
VIEIRA POWER TRIO
Manuel João Vieira voz, guitarra, ukelele
Gimba baixo
Luís Desirat bateria
Vieira Power Trio é a versão “mini e compacta” das bandas de Manuel João Vieira que, com Gimba, membro fundador dos Afonsinhos do Condado, e Luís Desirat, baterista dos Ena Pá 2000, irão interpretar “temas de sempre e de nunca”, assim como “alguns originais inusitados como canções do antigamente…”

10 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
BOUNCE CORE
Mané Fernandes guitarra
Filipe Louro contrabaixo
Pedro Vasconcelos bateria
Mané Fernandes apresenta-se em trio com a secção do seu primeiro disco “BounceLab" (Porta-Jazz 2014) e do seu mais recente projeto "The Mantra of the pHat Lotus" ainda ser lançado. Propõe-nos uma viagem honesta e exploratória de fortes contrastes.

11 agosto | Praça CCB | 21:30
GHERY'S VERTIGO (2010), DE ILA BÊKA & LOUISE LEMOINE (48 min.)
Realização: Ila Bêka e Louise Lemoine Imagem E Som: Ila Bêka Montagem: Tiros Niakaj, Louise Lemoine Língua Original: Espanhol Legendas: Inglês Produção: Bêka & Partners, França.

Através da história da equipa responsável pela limpeza dos vidros, das suas ascensões, técnicas e dificuldades, este filme observa a complexidade e o virtuosismo da arquitetura de Frank Gehry.
THE SUBMARINE (2010), DE ILA BÊKA & LOUISE LEMOINE (39 MIN.)
Realização: Ila Bêka e Louise Lemoine Língua Original: Francês Legendas: Inglês Produção: Bêka & Partners, França.

Quinto projeto da série Living Architectures, Inside Piano é composto por três filmes sobre três edifícios simbólicos da carreira de Renzo Piano. Uma visita ao longo da construção do protótipo do Centro Pompidou. Uma imersão no mundo à prova de som de um submarino que flutua nas profundezas do submundo Parisiense. Uma viagem a bordo de um tapete mágico luminoso de uma máquina arquitetónica altamente sofisticada. Um ponto de vista peculiar, irónico e carregado de humor.

12 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
NEGA JACI | CLAUDIO KUMAR
Nega Jaci voz
Claudio Kumar guitarra
Esta talentosa cantora já percorreu vários países, apresentando-se em grandes palcos. O seu currículo conta com participações em bandas como Sucata Mania e Percucia, dois álbuns e muitas outras colaborações. Neste CCB de Verão, Nega apresenta repertório de Chico Buarque e Elis Regina, trazendo o melhor da música brasileira com muito samba, num espetáculo cheio de energia e muito dançante!

13 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
ELISA RODRIGUES | PEDRO VIDAL
Elisa Rodrigues voz
Pedro Vidal guitarra
Dona de uma voz poderosa e profunda, capaz de derreter a mais gélida plateia, Elisa Rodrigues conquistou já o respeito da crítica e uma legião de fãs que a tornam numa das mais empolgantes descobertas da música portuguesa dos últimos tempos. Mais recentemente, a banda britânica These New Puritans, convidou-a a participar no seu último CD, Fields of Reeds.

17 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
KHARGA
Nuno Tavares piano, Composições
Carlos Mil-Homens  percussão
Paulo Neves baixo
Raimundo Semedo saxofones
Sérgio Caldeira bateria
Projecto instrumental onde se encontram músicos de diferentes mundos musicais, desde o Flamenco e Afro-Peruano , passando pelo Jazz , até à música Erudita. A componente rítmica está presente e torna a música enérgica e impetuosa.

18 agosto | Praça CCB | 21:30
BARBICANIA (2014), DE ILA BÊKA & LOUISE LEMOINE (90 MIN.)
Realização: Ila Bêka e Louise Lemoine Diretor De Fotografia: Ila Bêka Som: Louise Lemoine Montagem: Ila Bêka, Louise Lemoine Colorista: Yov Moor Mistura De Som: Walter Fuji, Lo Studio Ilustrações: Alfred Produtor Executivo: Marco Mona Língua Original: Inglês Produção: Bêka & Partners, França Coprodução: Centro Barbican, Reino Unido

Sob pedido específico da Galeria de Arte do Centro Barbican, Ila Bêka and Louise Lemoine, conhecidos internacionalmente pela sua abordagem única em relação à arquitetura, permaneceram durante um mês num dos mais importantes centros de arte europeus e um dos grandes representantes da arquitetura Brutalista. Construído como um diário, o filme relata tudo o que os realizadores descobriram durante a sua viagem urbana dos pisos superiores aos pisos inferiores do centro de arte. Através de uma impressionante galeria de retratos, o filme desenha um íntimo mapa humano do lugar, incutindo vida a este hostil distrito, questionando a durabilidade desta utopia dos anos 50.  

19 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
KABEÇÃO | JOÃO M. NUNES
Kabeção handpan
João M. Nunes guitarra
Convidados
Kabeção Rodrigues é um músico entusiasta e apaixonado pela World Music e pelo som do Handpan. Músico de uma rara sensibilidade, o seu talento é reconhecido mundialmente, sendo considerado um dos melhores do mundo na execução deste instrumento musical. O som produzido neste instrumento conduz-nos a uma experiência de bem -estar, de paz e relaxamento.

20 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
UMA COISA EM FORMA DE ASSIM
Filipe Valentim saxofones
Carlos Garcia piano e teclados
Eduardo Jordão baixo elétrico
Eduardo Lála trombone
Emanuel Marçal acordeão
Gonçalo Santos bateria e percussão
Sónia Oliveira voz
O projeto Uma Coisa em Forma de Assim nasceu com o intuito específico de tocar músicas para danças tradicionais europeias, e apresenta-se ao vivo em formato concerto-baile, onde a interação com o público está sempre presente.

24 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
NUNO GUEDES CAMPOS TRIO
Nuno Guedes Campos composições e Guitarra
Nelson Cascais contrabaixo
Bruno Pedroso bateria
Este trio liderado pelo compositor e guitarrista Nuno Guedes Campos irá apresentar músicas do último álbum “Sensations - Illusions” (2015). A juntar ao repertório apresentarão também músicas inéditas que irão constar no próximo disco deste trio.

25 agosto | Praça CCB | 21:30
25 BIS (2014), DE ILA BÊKA & LOUISE LEMOINE (46 MIN.)
Realização: Ila Bêka e Louise Lemoine Diretor De Fotografia: Ila Bêka Som: Louise Lemoine Montagem: Ila Bêka E Louise Lemoine  Colorista: Tiros Niakaj Língua Original: Francês Legendas: Inglês Produção: Bêka & Partners, França .
Comissariado pela Fundação Prada e OMA para a exposição “Auguste Perret, Huit Chefs d’œuvre !/?– Architectures du béton armé” no Palácio de Iéna, em 2014, este filme é um retrato íntimo de uma obra-prima do início da carreira de Auguste Perret: o edifício localizado na 25 Bis, rue Franklin, em Paris. 25 Bis aproxima-se de nós a partir de um outro ponto de vista à procura do elemento subjetivo e intangível da história do edifício: a profundidade da marca humana. Nu pela sua permanência, o edifício surge como uma sedimentação das histórias de vida, onde cada camada deixou o rasto de uma passagem. A partir da natureza íntima destas histórias, o filme desenha esta frágil e indefinida essência que pode ser chamada de “a alma do lugar”.
LA MADDALENA (2014), DE ILA BÊKA & LOUISE LEMOINE (12 MIN.)
Realização: Ila Bêka e Louise Lemoine Língua Original: Italiano Legendas: Inglês Produção: Bêka & Partners, França. 
A ilha de La Maddalena devia ter sido o local de encontro da cimeira do G8 em julho de 2009, mas a 23 de abril do mesmo ano, o Primeiro-ministro da altura, Sílvio Berlusconi, decidiu mudar o evento para Aquila, uma cidade que tinha acabado de ser destruída por um terramoto. O novíssimo complexo do antigo Arsenal na ilha, planeado por Stefano Boeri para receber o evento, foi sendo lentamente abandonado. No seguimento do inquérito judicial que se seguiu foram descobertas práticas de gestão ilegal que envolviam corrupção, fraude contra o Estado e poluição ambiental. O local, que era suposto ter sido recuperado, prossegue poluído e, por isso, está totalmente fechado. O filme está concebido como uma deambulação introspetiva do arquiteto Steafano Boeri por este espaço abandonado.


26 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
DIOGO VIDA | YURI DANIEL | VICKY MARQUES 
Yuri Daniel baixo elétrico
Diogo Vida piano
Vicky Marques bateria e percussão
V3 é o novo projeto de originais de Diogo Vida, onde o pianista e compositor apresenta o seu mais recente trabalho. Estas novas composições, declaradamente melódicas, pessoais e intransmissíveis, são criadas a pensar na linguagem natural dos músicos que formam este trio – Yuri Daniel no baixo elétrico, Vicky Marques na bateria e Diogo Vida no piano.

27 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
DESBUNDIXIE
Manuel Sousa trompete
Flávio Cardoso clarinete
César Cardoso saxofone tenor
Ricardo Carreira trombone
Pedro Santos banjo e voz
Daniel Marques tuba
João Maneta bateria
Desbundixie é uma formação que tenta reviver o estilo jazzístico denominado Dixieland, procurando inspiração nas sonoridades nascidas em Noca Orleães no início do século XX. Nesta viagem pela história do jazz e da sua génese, os sete elementos dos Desbundixie abordam o dixieland com uma linguagem marcada pelo improviso e pela irreverência, proporcionado sempre momentos de grande animação e alegria no público.

31 agosto | Jardim das Oliveiras | 19:00
NEMAYA
Margarida Campelo voz
Inês Laginha piano
Cláudio Alves guitarra
António Quintino contrabaixo
João Lopes Pereira bateria
Depois de um percurso entre a música clássica e o jazz, Nemaya é o primeiro projeto de originais da pianista Inês Laginha. Este projeto é uma exploração em torno de canções, algumas sem letra, outras usando poemas escritos por mulheres.

1 setembro | Praça CCB | 21:30
THE INFINITE HAPPINESS (2015), DE ILA BÊKA & LOUISE LEMOINE (85 MIN.)
Realização: Ila Bêka e Louise Lemoine Diretor De Fotografia: Ila Bêka Som: Louise Lemoine Montagem: Ila Bêka, Louise Lemoine Colorista: Melo Prino, Luca Immesi Mistura De Som: Walter Fuji, Lo Studio Produtor Executivo: Marco Mona Assistente De Produção: Héloïse Lalanne Castellano Língua Original: Inglês Produção: Bêka & Partners, França Coprodução: Bjarke Ingels Group, Dinamarca
Concebido como um vídeo-diário pessoal, The Infinite Happiness é uma experiência arquitetónica. O filme leva-nos até ao coração de um dos desenvolvimentos habitacionais contemporâneos considerado como um novo modelo de sucesso. Ila Bêka e Louise Lemoine habitam a gigante “8 House” construída pelo arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels, nos subúbrbios de Copenhaga, e relatam a sua experiência subjetiva dentro do projeto da aldeia vertical, que foi eleita em 2011 “o melhor edifício residencial do mundo”. Tal como no Lego, o filme cria uma série de histórias de vida, todas elas interligadas pela sua relação pessoal com o edifício. O filme desenha as linhas do mapa humano que permite ao espectador descobrir o edifício através de um ponto de vista interno e íntimo e questiona a capacidade da arquitetura na criação de felicidade coletiva revelando os resultados surpreendentes deste novo tipo de modelo social do séc. XXI. 

8 setembro | Praça CCB | 21:30
SELLING DREAMS (2016), DE ILA BÊKA & LOUISE LEMOINE (25MIN. + 9 MIN.)
Realização: Ila Bêka e Louise Lemoine Diretor De Fotografia: Ila Bêka Som: Louise Lemoine Montagem: Ila Bêka, Louise Lemoine Língua Original: Inglês Produção: Bêka & Partners, França
As plataformas de aluguer de casa mudaram drasticamente a vida de Mark. De uma vida familiar normal e confortável este jovem passou para um vórtex marcado por uma experiência de vida aventureira pouco usual. Agora Mark ganha a vida a alugar lindíssimos apartamentos, vivendo única e exclusivamente em quartos de hotel, mudando todos os dias de morada. Revelando as suas excecionais estratégias de sucesso, ao vender sonhos personalizados para hóspedes que procuram “a verdadeira experiência escandinava”, Mark leva o sistema de aluguer de casa ao limite. Graças a esta experiência ele encontrou uma nova forma de liberdade que combina um elevado nível de desapego material com o máximo de mobilidade. 
VOYAGE AUTOUR DE LA LUNE (2016), DE ILA BÊKA & LOUISE LEMOINE (76 MIN.)
Realização: Ila Bêka e Louise Lemoine Diretor De Fotografia: Ila Bêka Som: Louise Lemoine Montagem: Ila Bêka, Louise Lemoine Cor Yov Moor  Mistura De Som: Walter Fuji, Lo Studio Assistente De Produção: Sara Gardella  Língua Original: Françês Produção: Bêka & Partners, França
Voyage autour de la Lune é um diário urbano, uma deambulação pessoal que desenha as linhas de um mapa emocional e psicológico da cidade de Bordéus ao longo das renovadas margens do rio, uma vez chamado "Moon Harbor" pela grande curva com a qual o rio Garonne abraça a cidade.
Durante esta longa viagem, de um lado para o outro das margens do rio, Ila Bêka e Louise Lemoine falam sobre a identidade de um espaço público que mudou profundamente na mente coletiva da cidade.

Numa linguagem cinematográfica intimista, o filme leva-nos ao longo do enorme rio tumultuoso, nos seus fluxos e marés, e deriva nas turbulências íntimas de todas as pessoas encontradas no local durante a viagem. Um raro exemplo de um filme em que uma cidade é retratada através de uma coleção de histórias pessoais.

Transportes
Autocarros: 714, 727, 728, 729, 751
Eléctrico: 15
Comboio: Belém
Barco: Belém

Sem comentários:

Enviar um comentário